sexta-feira, 4 de abril de 2008

Caldeirão

A esta altura vocês já sabem que o maior reservatório de água do Seridó - a barragem do Boqueirão, em Parelhas - está sangrando também. Era o último ato que estava faltando para completar a seqüência de cheias e comemorações na região inteira. Pois bem, nossa amiga Flávia Assaf, paulista de Piraju aclimatada na Bahia que adotou o Rio Grande e também tornou-se fã do Seridó, me enviou fotos da uma outra sangria lá em Parelhas: é a do açude Caldeirão que, até a construção da barragem do Boqueirão, reinava soberano como o principal da cidade.

3 comentários:

Moacy Cirne disse...

Bela imagem... Preciso conhecer os açudes de Parelhas. Um abraço.

gustavo disse...

a luz do seridó tem alguma coisa de misteriosa... luz que lembra sangria.

Carlos Magno Araujo disse...

Lembramos de você hoje, Sebá, assim que o Boqueirao sangrou. Viva. Abraços