segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Caderno de Saramago


Hoje, num computador perto de você, uma estréia imperdível. É o blogue do escritor José Saramago que, como tantos outros blogues - e deve haver alguma lei invisível regendo esse tipo de suposta coincidência - começa seu bloco de notas virtuais com um texto sobre a cidade que mais o identifica e mais o fascina. Saramago recorre um antigo texto que escreveu sobre a capital portuguesa e o republica à guisa de inauguração de seu blogue. Pra abrir o apetite literário, segue um trecho do texto inaugural. E para facilitar a sua vida e a minha, ao lado, o link para esse novidade tão especial na blogosfera que nos ajuda a respirar melhor os ares do planeta.

"Fisicamente, habitamos um espaço, mas, sentimentalmente, somos habitados por uma memória. Memória que é a de um espaço e de um tempo, memória no interior da qual vivemos, como uma ilha entre dois mares: um que dizemos passado, outro que dizemos futuro. Podemos navegar no mar do passado próximo graças à memória pessoal que conservou a lembrança das suas rotas, mas para navegar no mar do passado remoto teremos de usar as memórias que o tempo acumulou, as memórias de um espaço continuamente transformado, tão fugidio como o próprio tempo. Esse filme de Lisboa, comprimindo o tempo e expandindo o espaço, seria a memória perfeita da cidade."

E o link: http://blog.josesaramago.org/por/?cat=7&lang=pt

Um comentário:

roberta ar disse...

Lisboa é realmente fascinante, justifica um blog, principalmente se for sua terra natal. E quase não se fala do Saramago por lá, dizem que desde "O Evangelho", já que o povo é bem beato. Agora o que não devo ver é a adaptação do “Ensaio sobre a Cegueira”, achei hollywoodiano demais o trailler, parece um filme de suspense bem convencional.