quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Bom gosto / Mau gosto


Escolha a categoria, enquadre-se e divirta-se (que se trata apenas de uma curiosidade).


Em "Chega de saudade" (Ruy Castro) ficamos sabendo que um dos clássicos do cancioneiro desse gênero foi composto em Natal por Vinícius e Toquinho, numa noite depois de um show na capital potiguar: é a canção "Carta ao Tom 74". Aquela que diz: "Rua Nascimento e Silva 107 / você ensinando pra Elizeth/ as canções de 'Canção do amor demais'..."


Em "Eu não sou cachorro, não" (Paulo César de Araújo), ficamos sabendo que o clássico absoluto de Waldik Soriano também foi composto em Natal. É o trash rasga-coração "Eu não sou cachorro, não", composto pelo bad singer das quebradas poucas horas após pousar em Natal após um vôo que atrasou horas. A inspiração veio da frase com que o empresário o recebeu no aeroporto, meio chateado pela demora: Pô, Waldik, eu não sou cachorro não...
E a propósito da foto que ilustra a postagem: é a capa do CD em que bandas e singers descolados da atualidade pós-tudo regravam "clássicos" da música cafona dos anos 70. Tem gente como Silvério Pessoa botando a boca nesse microfone detonado, pessoal. Repare no título do disco e compre já seus exemplar do estudo de Paulo César de Araújo. Se não, vai ficar desatualizado e com cara de boboca (depois não diga que não avisei!).

4 comentários:

Anônimo disse...

ao ver a ilustração lembrei que, ano passado ou retrasado (minha esclerose pra datas está horrível), waldick soriano esteve por aqui pra fazer um show no seis e meia e veio dar entrevista na tv. achei ele envelhecido, andando com dificuldade, mas a entrevista foi legal, o cara é uma figura. e o show lotou, a platéia cantava todas as músicas de cor (não, eu não fui, mas fizemos matéria). depois, a patrícia pillar esteve aqui pedindo cópia da matéria pra usar as imagens no documentário que ela estava dirigindo sobre ele.
bom te ver por aqui de novo. e adorei as fotos dos pimpolhos ( o cabelo de cecília está e-nor-me, e bernardo é lourinho que nem a mãe, ou é ilusão de ótica???). beijins. e saúde!
ana, a mana que, acho, voltou a ser anônima ( da próxima vez, escrevo lá no zipmail...)

Sandro Fortunato disse...

As músicas de "Cuidado!", LP de 1988, de Lobão, também foram compostas em Natal. Ele foi para um hotel na Via Costeira da ainda pacata Natal, deixou o sol de lado e passou alguns dias compondo. Também diz a lenda que Renato Russo contou aos seus companheiros de banda que estava com AIDS depois daquele histórico e inesquecível (caro que eu estava lá!) show no Papódromo. Antônio Marcos, que morou na capital potiguar, talvez tenha feito música durante essa temporada. É... Natal tem um troço.

Moacy Cirne disse...

Puxa, quem diria... Abraços.

ana sua mana disse...

e escrevi tanto e esqueci do principal: na entrevista aqui, ele, waldick, disse que a música foi mesmo feita em natal e contou a história do jeitinho que está no livro.